UOL Menu
Busca
Notícias

24/07/2012 - 22h50 / Atualizada 24/07/2012 - 23h00

Polícia conclui investigação de quatro arrastões na zona sul de SP

DE SÃO PAULO

A polícia concluiu nesta terça-feira a investigação sobre quatro arrastões --dois deles a restaurantes-- ocorridos na região da Vila Clementino, bairro da zona sul de São Paulo, entre a sexta-feira e o sábado (14).

Assaltantes roubam R$ 2,5 mil do restaurante Sujinho
SP teve ao menos 29 arrastões a bares no 1º semestre

Segundo a polícia, o mesmo grupo de quatro pessoas foi responsável pelos casos --dois deles foram detidos e dois foram mortos no último assalto.

O primeiro arrastão ocorreu por volta das 22h do dia 13 em uma padaria da rua Bertioga. Segundo a polícia, três homens armados entraram no local e roubaram dinheiro e objetos de clientes. O assalto foi flagrado por câmeras de segurança.

Em seguida, por volta das 22h30, o grupo teria agido no restaurante japonês Kazami Sushi, na avenida Dr. Altino Arantes. De acordo com a polícia, três homens armados entraram no restaurante e roubaram dois clientes que estavam no local. Das vítimas que foram à delegacia fazer boletim de ocorrência, eles levaram três celulares, um relógio de pulso e R$ 115.

No dia seguinte, outro restaurante japonês do bairro --Ten Sushi, na rua Afonso Celso-- foi alvo do grupo. Segundo as testemunhas, quatro pessoas armadas entraram no restaurante por volta das 20h30 e anunciaram o assalto. Eles levaram bolsas, cartões de crédito, documentos, celulares, chaves, relógios e R$ 420.

O último caso ocorreu na mesma noite, no bar e empório Terci, na avenida Afonso Mariano Fagundes.

Os criminosos chegaram por volta das 21h30, quando o estabelecimento estava prestes a fechar. Eles renderam um vigia, que levou uma coronhada, o proprietário do bar e um funcionário.

A polícia foi avisada sobre o roubo e policiais da Rocam (Ronda Ostensiva com Apoio de Motocicletas) foram até o local. Segundo a PM, houve troca de tiros e dois suspeitos foram baleados e socorridos a um hospital local, mas não resistiram aos ferimentos.

Se tratava de Silvio Luiz Fatorelli Júnior, 18, e Alan Lucas Ribeiro Stringuini, 17. Outro adolescente de 17 anos foi apreendido e Wellington Gonçalves de Sousa, 19, foi preso.

Uma testemunha, que não quis se identificar, disse que os suspeitos atiraram primeiro, ao serem surpreendidos pelos policiais. Foram apreendidos três revólveres, todos com numeração raspada.

De acordo com a polícia, os suspeitos foram reconhecidos por vítimas dos quatro arrastões e a prisão preventiva de Sousa foi solicitada à Justiça. O adolescente vai responder na Vara da Infância e Juventude por ato infracional.

A reportagem não conseguiu localizar nenhum advogado que defenda os suspeitos.